sexta-feira, 30 de maio de 2008

Evangélicos se reúnem na Marcha para Jesus





A 16ª Marcha para Jesus foi a maior já realizada pelas igrejas evangélicas, segundo os organizadores, mas ficou longe de reunir os esperados 5 milhões de pessoas. Segundo a Polícia Militar, o público “flutuante”, ou seja, que passou ao longo do dia pela região, não passou de 1,2 milhão. A concentração começou às 10 horas na Estação Tiradentes do metrô e contou com a presença do jogador Kaká. Ele é membro da Igreja Renascer, organizadora da marcha ao lado da Prefeitura de São Paulo. O evento é anual e já faz parte do calendário da cidade.Acompanhados por 20 trios elétricos, os fiéis de grandes igrejas evangélicas seguiram pela Avenida Tiradentes, na zona norte da cidade, até a Avenida Santos Dumont, em frente à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira. Um palco foi montado na praça para receber 34 bandas gospel, autoridades brasileiras e representantes das principais igrejas protestantes, como a Igreja Casa da Bênção, Quadrangular, Bola de Neve, Internacional da Graça, Comunidade da Graça, Batista, Presbiteriana e Deus é Amor. “O melhor do evento é a união das igrejas, a união do corpo de Cristo”, disse a psicóloga Karina Chaves, de 33 anos. Ontem foi a quinta vez que ela participou da Marcha para Jesus e levou seu filho, Vitor Chaves, de 10 anos, e a mãe, Valdete Rodrigues, de 57.O prefeito Gilberto Kassab (DEM) esteve presente à marcha, mas não discursou. Preferiu cumprimentar a organização do evento e permanecer no fundo do palco. À imprensa, ele disse que pretende transferir a comemoração anual para o Autódromo de Interlagos em 2009 para evitar transtornos na região. Várias ruas foram interditadas e o trânsito ficou complicado. O Bispo Júlio César Savani, entretanto, declarou: “Não vamos orar por curvas e mato. Vamos orar por prédios. Queremos abençoar a cidade.” A ministra do Turismo, Marta Suplicy, foi recebida com vaias quando subiu ao palco. Com as palavras “Mensagem Carinhosa ao povo de Deus”, a ex-prefeita foi interrompida para uma oração. “O nosso povo é um povo que respeita muito todas as expressões religiosas. Fico feliz que o Brasil seja um país onde podemos expressar todas as fés”, disse.Também estava presente o presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT). Ele falou sobre a importância da religião na vida dos jovens e prometeu levar adiante a proposta de criação de um dia para os evangélicos. “Presidente, Jesus te ama e nós também”, foi a resposta do público.O jogador Kaká, membro da Igreja Renascer em Cristo, acompanhou a marcha de cima de um dos trios elétricos, ao lado da mulher, Caroline Celico, que está grávida. Apesar de aguardado, o atleta não subiu ao palco. O ápice do evento foi o discurso do apóstolo Estevão Hernandes, da Renascer, diretamente dos Estados Unidos, onde cumpre pena com a mulher, Sonia, por ter entrado no país com dinheiro não declarado. No Brasil, eles são processados por evasão de divisas. Os bens da igreja foram tornados indisponíveis pela Justiça.



Lais Cattassini

Um comentário:

Renato Cavallera disse...

Opa!

Os podcasts Cristãos do Brasil estão participando do Prêmio Podcast 2008 na categoria Arte & Cultura, participe também! Além de muitas coisas pode ser uma ótima forma de divulgação para seu blog e podcast: http://www.premiopodcast.com.br

Não temos uma categoria religião, mas temos que mostrar que os Cristãos também estão ai e somos muitos e unidos. Então mesmo se seu podcast não esteja sendo atualizado, participe, é rápido e fácil de cadastrar e vai ajudar a muita gente.

Que Deus te abençõe.

Renato Cavallera
www.dotCast.com.br